A moda e a sustentabilidade

Um fato: o consumo de moda está mudando.

Grande parte dessa mudança partiu dos próprios consumidores que passaram a se preocupar e questionar mais sobre o processo de produção do que estavam vestindo, ao invés de pensar apenas do que é tendência ou não.

Na verdade, a tendência agora é consumir menos e de forma consciente.

Já faz uns anos que o debate sobre sustentabilidade vem crescendo, até que (finalmente) chegou ao mundo da moda. Agora as marcas querem mostrar que é possível produzir peças dentro das tendências, com design bacana e que, de alguma forma, ajude o meio ambiente,além de projetos e eventos que incentivem a troca, a reciclagem e o compartilhamento.

É o querido slow fashion entrando em ação!

1 – Honey Pie

A Honey Pie aposta em uma moda consciente em todas as suas etapas. Os tecidos usados pela marca são de fabricação nacional para fortalecer o mercado interno e a mão de obra é no próprio ateliê das designers, onde elas podem supervisionar as condições de trabalho.

1 honeypieFonte: Instagram da marca @maisonhoneypie

2 – 787

A 787 pensa em sustentabilidade em diversas partes do processo de criação de suas             t-shirts. Os tecidos são de empresas brasileiras, as tintas usadas na estampa, à base de água e até os materiais do escritório das donas da marca são reaproveitados.

2 787shirtsFonte: Instagram da marca @787shirts

3 – Farm

A Farm inaugurou recentemente a escola Flor&Ser. Por lá, eles abordam temas que não aparecem normalmente em outros lugares, como “marketing com propósito”, “capitalismo consciente”, meditação e “comunicação (realmente) social”.

O pagamento é feito com “amor e confiança”. “Cada participante escolherá no dia da aula uma ação social que deverá cumprir como forma de retribuir o conhecimento recebido”, conta André Carvalhal, diretor de marketing.

3 farmFonte: Site da marca

4 – Gioconda Clothing

Cinthia Santana criou a marca porque não conseguia encontrar peças que fossem feitas inteiramente de algodão e ainda tivessem um design bonito.

A fabricação não é em massa e é a própria Cinthia que leva os tecidos – de bicicleta – para a modelista, o cortador e a costureira, garantindo que toda a linha de produção esteja sob controle. Para evitar o desperdício, ela reutiliza os retalhos para confeccionar saquinhos para as calcinhas e conta que já está planejando começar a usar algodão orgânico.

Em seu site também podemos encontrar quimonos, calças e shorts.

4 giocondaFonte: Instagram da marca @giocondaclothing

5 – Projeto gaveta

o Gaveta, um evento de trocas de roupas, em que o dinheiro está proibido. Inspiradas pelas feiras de Barcelona, Giovanna Nader e Raquel Vitti Lino, tiveram a ideia quando estavam na casa de uma amiga que dizia não ter nada para usar antes de sair.

Para quem ficou com vontade de participar, além das trocas tradicionais, tendas com marcas sustentáveis também marcam presença no evento.

5 projeto gavetaFonte: Site do Projeto Gaveta

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s